Categorias
Conteúdo Marketing Vídeo

Vídeo Marketing – Por que investir em vídeos?

Antes de mais nada precisamos avisar que: os vídeos invadiram de vez as timelines! E com a pandemia, o Vídeo Marketing, que já era uma tendência forte, como resultado, se consolidou como principal meio de comunicação de empresas e pessoas.

Neste post falaremos um pouco sobre o esta estratégia de vídeos e em suma por que você também deve investir nela. Boa leitura!

vídeo marketing gif  escritos animados com a palavra vídeo em fundo vermelho
gif vídeo marketing para falar sobre a importância de se investir em vídeos como estratégia de marketing de conteúdo

Afinal, o que é Vídeo Marketing?

Vídeo Marekting é principalmente uma estratégia que consiste em fazer marketing por meio de conteúdos audiovisuais. Ou seja, trata-se de usar vídeos, sejam eles online ou veiculados na TV, para divulgar um produto ou uma marca e, assim, atrair, converter e fidelizar clientes.

Mas não pense que o vídeo marketing consiste apenas em tentar vender através de vídeos. Essa estratégia vai muito além disso, e inclui:

  • publicidade em vídeo para internet, ou vídeo ads;
  • vídeos institucionais para fortalecer a imagem de uma marca ou instituição;
  • tutoriais ou vídeos educativos, parte das ações de marketing de conteúdo;
  • vídeo produtospara apresentação e demonstração de um novo produto;
  • cases de sucesso e depoimentos de clientes;
  • conteúdos periódicos em vídeo, como vlogs pessoais;
  • transmissões ao vivo e webinars,

entre outros.

Os vídeos em números

Mais de 4.5 bilhões de pessoas no mundo estão online. Nas redes socias, já são mais de 3.8 bilhões. Ainda mais no Brasil, onde em 2019, já era o terceiro país em que as pessoas passam mais tempo nas redes sociais. Cerca de 3horas e 31 minutos por dia. 

Bem como pesquisa feita pela Provokers aponta que brasileiro consome mais vídeo online que conteúdo da TV aberta.

Youtube é o site mais acessado no mundo, perdendo apenas para a busca do Google. E somente no Brasil, cresceu 165% nos últimos 5 anos.

Em fevereiro de 2020, a empresa revelou seus números de arrecadação pela primeira vez após sua aquisição pelo grupo google. Nos últimos três meses, o YouTube gerou quase US$ 5 bilhões em receita de publicidade. Somando o ano de 2019 inteiro, o número chegou a US$ 15 bilhões. 

O que o público quer ver em um vídeo?

Os números nos mostram um mercado extremamente em alta, mas afinal, o que o público quer ver em um vídeo?! 

As pessoas querem aprender coisas novas. Ver experiências reais. Inclusive erros. Como utilizar um produto. Assim como sua avaliação. 

Segundo o hub de tendências Think With Google: Um conteúdo autêntico torna o aprendizado ou a compra menos aterrorizante e dá aos usuários a confiança necessária para agir. Ou seja, quando as pessoas sentem que aprenderam o suficiente online, ficam motivadas a fazer aquilo na vida real, e é aí que o “eu consigo fazer” vira “eu preciso comprar”. Mesmo que as pessoas assistam a um vídeo sem intenção de compra, elas estão abertas a descobrir coisas novas. 

90% das pessoas dizem que descobriram novos produtos e marcas pelo youtube.

fonte: Think With Google

Os vídeos estimulam as pessoas em cada etapa da jornada. Tanto quanto online ou mesmo nas lojas físicas. 

Quais os principais estilos de vídeos?

Os vídeos online podem servir para diversos usos: 

  • Publicidade ou Ads.
  • Institucional, para fortalecer a imagem da empresa e o Branding. 
  • Vídeos educativos bem como vídeos tutoriais ou How to use Guides para produtos e serviços.
  • Cases de sucesso por exemplo vídeos depoimentos de clientes e usuários.
  • Entrevistas com especialistas, celebridades ou influencers. Sobretudo acrescentam ainda mais autoridade a sua marca.
  • Vídeos periódicos como uma web série temática, por exemplo.
  • Conceituais como Fashion Films ou Mood Boards, contando o conceito por trás da inspiração para uma coleção, produto ou marca.
  • Transmissões ao vivo ou webnars.

Entre outros.  

Vídeos, vídeos por toda parte!

Além do youtube, os vídeos estão crescendo também nas demais plataformas. Por exemplo o instagram (timeline, stories e IGTV), Linkedin,  que incluiu a postagem de vídeos diretamente na plataforma a pouquíssimo tempo e já está permitindo também vídeo ads e facebook, que criou uma plataforma própria para organizar os vídeos e melhorar a navegação dos usuários.  

Ao usar a estratégia de vídeos você aproxima seu público a sua empresa. Melhora seus resultados no Google. Gera leads. Amplia o branding. Assim como é capaz de reverter em crescimento de vendas.

Segundo o Hubspot as estratégia de marketing digital que envolvem vídeos, aumentam em até 97% a intenção de compra do cliente e em 139% a associação com a marca assim como mais da metade dos consumidores disseram que os vídeos ajudaram a decidir qual marca ou produto específico comprar. 

Fontes: Hubspot e Think with Google

Dicas finais para um vídeo marketing de sucesso: 

Por fim, seguem nossas dicas mais importantes!

  • Crie conteúdos específicos para cada plataforma.
  • Pense em vídeos que realmente entreguem algo ao público, não somente a venda direta.
  • Conte histórias reais.
  • Criatividade e planejamento são tudo na vida!  

Achou complicado?  Ou mesmo precisa de uma ajuda para a produção de conteúdo de imagem original para sua empresa ou agência?  Então envie uma mensagem pra gente e vamos juntos! Vem com a RED!  

Categorias
Conteúdo tendências

10 Tendências para as redes sociais em 2021

Primeiramente, 2020 foi um ano de inúmeros desafios. Mas, o mercado online foi um dos grandes sucessos do ano. As redes sociais, se consolidaram como principal canal de entretenimento e conexão entre pessoas. E alguns paradígmas do e-commerce foram quebrados. Então, o que esperar para 2021? Neste post listamos as 10 tendências para as redes sociais em 2021 segundo os principais players e pesquisas do mercado. Boa leitura!

1. Multi Canais

Na visão dos executivos da Hootsuite, 2020 foi o ano de grande aumento de público nas redes sociais. Por outro lado, 2021 será o ano onde as marcas deverão focar na manutenção destes seguidores e na conversão em vendas. Para isso, será necessário criar experiências sociais online capazes de fortalecer a relação entre marcas e pessoas.

Além disso, a cada canal adicionado em sua estratégia de redes sociais pode aumentar seu ROI (retorno de investimento) e a eficácia em até  35%.

O consumo de conteúdos em áudio, também cresceu no último ano. As marcas devem aproveitar essa tendência e mudança no comportamento do público nas mídias sociais. Por exemplo, investindo na produção e/ou patrocínio de podcasts e em material audiovisual, como webinars, workshops, videoaulas, etc. 

2. Conteúdos divertidos e criativos

As pessoas usam as redes sociais para se relacionar, se informar e se divertir.

Em média, 32% da geração Z, geração do milênio, geração X e baby boomers dizem que “encontrar conteúdo engraçado ou divertido” é o principal motivo para usar a mídia social. Por isso, anúncios úteis e divertidos têm maior probabilidade de impulsionar as compras.

Em 2021, as marcas mais espertas devem descobrir como se encaixar na vida dos usuários nas redes. Elas devem encontrar maneiras criativas de participar da conversa, em vez de querer criá-la ou conduzi-la

“Crie diversão no processo de compra. Transforme seu Instagram e Pinterest no seu showroom.”

apontam os especialistas do Hootsuite

Campanhas de sucesso neste ano ajudarão a criar conexões entre as pessoas. Bem como, lhes fornecer momentos muito necessários de leveza e diversão.

conecte-se, como as redes sociais impactaram 2020 e quais as principais tendênciais para as redes sociais em 2021
foto RED produção Audiovisual

3. Vídeo como principal formato de conteúdo

O consumo de conteúdo em vídeos se destaca como uma das grandes tendências para as redes sociais em 2021 em diversos canais. Como por exemplo o aumento crescente do YouTube nos últimos anos. Hoje, perdendo apenas para o Google como site de maior tráfego do mundo.

Assim também o TikTok e o Instagram Reels, que são a nova febre do momento e com um alcance em ascensão. Ambos ótimas oportunidades para as marcas.

Além disso, uma pesquisa realizada em 2019 mostra que vídeos apresentam em média 2x mais comentários do que imagens estáticas e uma taxa de engajamento 38% maior.

4.Foco nos Stories

Conteúdos nos stories, ganham destaque nas tendências das redes sociais 2021. Ainda mais com praticamente todas as plataformas de mídias sociais com esse recurso como forma de engajamento.

Por exemplo, hoje, já é possível adicionar conteúdos temporários no Facebook, no YouTube, no Instagram, no WhatsApp, Twitter e até no Linkedin.

Esse modelo de postagem superou as imagens e os vídeos disponibilizados no feed. Por ser mais dinâmico e ampliar o engajamento, se tornou um dos preferidos do público e das marcas. Assim também com o apelo de ser um conteúdo efêmero. Pois, a publicação fica diponível por apenas um determinado período.

5. Era das Lives

As Lives continuam como uma tendência forte. Acelerada pela pandemia do coronavírus, fazer live se tornou um recurso extremamente utilizado em 2020. Apesar de sempre ter sido uma ótima ideia, pois é um tipo de conteúdo que tem um engajamento bem alto. Afinal, por ser ao vivo, permite que os usuários façam interações simultâneas. Durante a pandemia várias lives fizeram sucesso, desde as Lives do Átila Iamarino até os diversos shows live.

É um tipo de conteúdo que atrai muito o usuário, já que é mais íntimo, não tem nenhum filtro e permite conhecer a marca como ela realmente é. Se você não faz lives nas redes, é uma opção a se pensar para 2021.

 Mais de 800 milhões de pessoas assistem a elas todos os dias ao redor do mundo. Fundamentais na pandemia, devem se manter ao longo do próximo ano em maior ou menor grau – a depender do sucesso no enfrentamento a Covid-19.

6. Social Commerce

Social Commerce ou comércio social é quando o consumidor consegue utilizar a própria rede social onde ele está navegando para fazer alguma compra. Ao passo que agora ele não precisa mais ser direcionado para o e-commerce da marca.

Esse estilo de shop integrado facilita para os usuários efetuarem as compras e teve um bom crescimento em 2020. Os principais são Facebook e o Instagram Shop.

Ao passo que o Pintarest também possui um shop integrado muito bom que leva diretamente para a shop do e-commerce, de forma ituitiva. Em contrapartida o Whastapp, está negociando diretamente com o Banco Central a possibilidade de pagamento direto pela plataforma.

7. Propósito

A construção de uma marca moderna está mudando. Sessenta por cento dos Millennials e Gen Z disseram à Deloitte que planejam comprar mais de grandes empresas que cuidaram de sua força de trabalho e afetaram positivamente a sociedade durante a pandemia.

As empresas precisam se adaptar a essas mentalidades e expectativas socialmente conscientes. Mas tornar-se uma empresa com propósitos não é algo que você possa fingir. É aqui que muitas marcas tropeçaram em 2020. Eles responderam a questões importantes como se fossem simplesmente novas tendências de mídia social. Seus posts foram rapidamente chamados de hipócritas.

Propósito e realidade são tendências fortes para o branding marketing de 2021.

arte

8. MICRO INFLUENCIADORES

Os influenciadores digitais surgiram nos últimos anos e se destacaram por se tornarem um canal de aquisição para marcas. Ao passo que esta estratégia se tornou popular, as marcas procuraram atingir públicos distintos, muitas vezes nichados. Porém, uma das tendências das mídias sociais nesse mercado é a exigência da inovação por parte dos influenciadores a fim de sobressaírem em um mercado atualmente saturado.

Com isso, continua a tendência de colocar o foco em micro-influenciadores, pessoas com nichos mais específicos e menos seguidores, cujo senso de comunidade e segurança nas opiniões apresentadas é maior do que o de públicos que seguem macro-influenciadores.

Assim como os nichos afetam as redes, também afetam os influenciadores. A ideia é semelhante, já que os grandes influenciadores têm um grande alcance e chegam em muitas pessoas, mas a interação com eles não é tão expressiva. Por isso, cada vez mais marcas apostam em anúncios com micro influenciadores.

Essa mudança não significa o fim dos grandes influenciadores. O novo normal será uma mescla entre os grandes influenciadores e os menores. Do mesmo modo que essa escolha dependerá do tipo de público, produto ou serviço que a empresa trabalhe.

Esse tipo de campanha tem maior resultado tanto quanto em eficácia, como exige menor custo de investimento.

9. Novo público com mais acesso as redes sociais e que perderam o medo do e-commerce

Os baby Boomers, descobriram de vez a internet em 2020. A geração dos nascidos entre 1946 e 1964, foi uma das mais afetadas pela pandemia e foi também a população que precisou cumprir ainda mais o isolamento social rígido. Com isso, diversos paradigmas foram quebrados, como a falta de conhecimento da tecnologia e o medo de comprar pela internet.

Segundo dados da pesquisa, 75% dos usuários nessa faixa comprou algo online somente em novembro de 2020.

pesquisa Hootsuite Digital 2020

Para quem acha que as campanhas deste nicho devem se limitar à televisão, é hora de repensar a estratégia.

Um cuidado, no entanto, é não tratá-los da mesma forma que os mais jovens. A pesquisa mostra que essa é uma faixa com interesses próprios na internet, que vão de esportes e jardinagem à bricolagem.

Embora o Facebook seja a plataforma mais usada por essa faixa, a segunda rede mais relevante é o Pinterest . Então é preciso marcar sua presença lá e entender o que querem os usuários dessa rede.

10. Uso inteligente de dados

O uso de dados promove uma conexão valiosa entre empresas e o público. No entanto, nem todas interações feitas por meio das redes sociais irão resultar em novos clientes ou relacionamento de longa data com consumidores, pois muitos deles podem ser spam, por exemplo.

Por essa razão, é necessário aprofundar a análise dos dados obtidos em cada rede. E apartir desta analise, investir traçar as estratégias de comunicação e marketing de modo a atiungir melhores resultados.

Tendências para as redes sociais em 2021 – Resumindo e partindo para a ação

Em conclusão, após lermos todas estas tendências para as redes sociais em 2021, podemos nos preparar melhor para os desafios deste novo ano.

Entendemos que mais do que nunca, as redes sociais terão um papel primordial no sucesso dos negócios. E que produzir conteúdo original para a sua empresa não é só mais uma opção, mas uma urgência!

Aqui na RED temos uma equipe especializada e atenada com as principais tendências do mercado audiovisual e de conteúdo online para poder contar a história da sua empresa, e impactar ainda mais pessoas.

Envie uma mensagem pra gente e #vamosjuntos!

Categorias
Conteúdo Marketing

MARKETING VISUAL: Uma imagem Vale mais que mil palavras

Você sabe o que é Marketing Visual? Ou ainda, qual a importância das imagens para um marketing de sucesso? Nesse post vamos falar sobre o que é marketing visual, juntamnente com um pouco sobre a importância das imagens na nossa vida e como elas impactam no marketing das empresas. Boa leitura!  

dê o play e assista nosso vídeo sobre marketing visual

Uma imagem vale mais que mil palavras

Uma imagem vale mais que mil palavras.” Com certeza você já ouviu essa frase, não é mesmo?! Mas será que quem inventou essa frase foi algum fotógrafo ou publicitário premiado? Essa frase foi dita por Confúcio lá entre 552 a 479 a.C. 

Quando Confúcio sugere que “uma imagem vale mais que mil palavras”, ele está se referindo ao uso dos ideogramas, tidos como formas de comunicação simbólicas que, quando unidos, formam imagens que expressam muito mais do que palavras, mas também conceitos completos e complexos. 

Definitivamente, as imagens sempre foram de suma importância para a comunicação humana. Ao passo que a primeira forma de comunicação escrita foi através das imagens. Lembram das pinturas rupestres lá dos homens das cavernas?

Estudos mais recentes comprovam que 90% das informações transmitidas ao cérebro humano são em forma de imagem (que inclusive são processadas 60 mil vezes mais rápido que qualquer texto) e além disso, mostram que aproximadamente 65% da população são aprendizes visuais.

O que é Marketing Visual?

 Antes de mais nada, você sabe o que é marketing Visual? Marketing visual é qualquer forma de comunicação feita através de um elemento visual. Assim, fotos, vídeos, imagens, memes, gif, cinemagraphs e diversos outros recursos podem ser definidos como ferramentas de marketing visual.

Qual a importância das imagens hoje?

Atualmente, em um mundo cada vez mais corrido, onde somos bombardeados 24h com informações por todos lados, precisamos pensar acima de tudo em formas mais eficientes de passar nossa informação para frente. Portanto, seguir de forma clara, direta e que chame a atenção do público que queremos atingir. 

conteúdo de imagem original para instagram davene, marketing visual
foto por red produção audiovisual para davene

Segundo uma pesquisa dos estúdios Neomam, apenas um décimo de segundo é o suficiente para você entender uma cena visual. As pessoas lembram 10% do que ouvem, 20% do que leem e 80% do que veem.  

Na internet, essa máxima não poderia ser diferente. Estudos de rastreamento ocular comprovam que, quando as imagens são relevantes, o leitor passa mais tempo olhando para elas do que lendo textos.Em outras palavras, com certeza você vê e compartilha muitos conteúdos de imagem por ai sem nem preceber! Por exemplo: Memes, fotosvideos, gifs e por ai vai. 

A importância do marketing visual no mundo digital

Observando mudanças recentes feitas nas principais redes sociais, a grande maioria foi para implantar ou melhorar o compartilhamento dos conteúdos de imagem pelos usuários. Por exemplo: a criação do IGTV, os recursos novos para compartilhamento de vídeo no Twitter e no facebook, as inovações nas buscas por imagem no google, entre outras. 

Do mesmo modo, tantas outras empresas têm apostado nessa tendência, cerca de 74% dos profissionais da área de marketing já fazem uso dela em suas redes sociais.  

Como resultado o retorno é inacreditável: posts com imagens ganham aproximadamente 2.3 vezes mais engajamento no Facebook e no Twitter recebem 150% mais tweets. 

Produzir conteúdo audiovisual é contar histórias com imagens. É traduzir informações para expressá-las em uma única foto. Bem como resumir em um vídeo de 30 seg toda missão, visão e valores de uma empresa. Em outras palavras, é impactar pessoas. Traduzir ideias. Realizar sonhos. E é capaz até mesmo de mudar o mundo. 

Então, que tal incluir o marketing visual no seu planejamento de marketing? A RED tem diversas soluções para te ajudar a produzir conteúdo de imagem original para sua empresa. Manda uma mensagem pra gente e vamos juntos fazer diferente e fazer a diferença! #vemcomaRED